Mobilidade

BEM-VINDO AO GABINETE DA MOBILIDADE

Promover a visibilidade internacional da instituição através do intercâmbio de estudantes, investigadores e docentes nacionais e estrangeiros de forma a consolidar e ampliar o prestígio da FPUL enquanto instituição de referência na área da psicologia na cena internacional

A aposta na internacionalização e na visibilidade externa é uma das linhas estratégicas da Universidade de Lisboa (ULisboa), a mais prestigiada universidade portuguesa. A excelência da investigação, ensino, inovação e cultura da ULisboa assenta na sua visão universalista e humanista, na valorização da pluralidade de áreas do conhecimento e da sua hibridação, assim como  na promoção e vivência da multiculturalidade. Ampliando esta vocação internacional e posicionando-se numa perspetiva de globalização e de cooperação para o desenvolvimento, a ULisboa atrai universitários de todo o mundo pela qualidade do seu ensino e investigação proporcionando-lhes uma experiência académica ímpar.

Neste enquadramento, o Gabinete de Mobilidade procura:

– Aconselhar, implementar e acompanhar a estratégia de internacionalização da FPUL, nomeadamente no que concerne ao estabelecimento e manutenção de acordos de cooperação internacional com outras Universidades;
– Garantir a implementação de novos convénios e protocolos no âmbito dos programas internacionais como forma de promover e dinamizar a internacionalização da Escola;
– Garantir a gestão, promoção e divulgação dos Programas de Mobilidade de estudantes e docentes a nível nacional e internacional;
– Assegurar a boa gestão de todos os actos respeitantes à vida dos estudantes nacionais e estrangeiros na FPUL;
– Promover a participação da FPUL em eventos nacionais e internacionais;
– Garantir a gestão e a divulgação interna e externamente da informação no âmbito da sua área de atuação.

Equipa

Maria Dulce Gonçalves COORDENADORA ESTUDOS INCOMING/OUTGOING
Rute Pires COORDENADORA ESTÁGIOS INCOMING/OUTGOING

Endereço Eletrónico

Estudantes Nacionais erasmus.n@psicologia.ulisboa.pt
Incoming International Students erasmus.i@psicologia.ulisboa.pt
Estágios erasmuse@psicologia.ulisboa.pt

null

Erasmus+

null

Intercâmbios e Protocolos

null

Programa Almeida Garrett

Erasmus+

Estudos

Calendário das Candidaturas

O Guia de Procedimentos  fixa anualmente o prazo para a realização das candidaturas, assim como os procedimentos específicos para a mesma.

Para o ano letivo de 2020-2021 as candidaturas decorrem entre os dias 3 de dezembro 2019 e 31 de janeiro 2020.


Até 14 de fevereiro Divulgação da lista ordenada de colocações

Até 2 de março – Aceitação da sua colocação por parte de cada Estudante

Até 6 de abril – Cabe a cada estudante elaborar e entregar para aprovação pelo Coordenador Erasmus uma proposta de Plano de Estudos a realizar na Universidade de Acolhimento, que servirá de base ao preenchimento do Learning Agreement.

Até 18 de maio – Preenchimento do Learning Agreement e da Application Form, entrega de todos os documentos complementares e nomeação dos alunos junto das Instituições de Ensino Superior parceiras.

Entre junho e julho – Assinatura do Contrato de Estudante Erasmus + com a Reitoria da Universidade de Lisboa.

Ficha de Candidatura

AQUI

(Link ativo durante o período de candidatura)

Condições de Elegibilidade

É elegível para realizar um período de estudos Erasmus+, o aluno que:

  1. Esteja regularmente inscrito num ciclo de estudos conferente de grau (Licenciatura, Mestrado Integrado, Mestrado ou Doutoramento) na FPUL.
  2. Tenha concluído todas as unidades curriculares do 1º ano (Licenciatura/Mestrado Integrado) com um mínimo de 60 ECTS, sendo aceites condicionalmente os alunos que não reúnam estes créditos à data da candidatura.
  3. Tenha concluído a Licenciatura na Faculdade de Psicologia, e queira realizar Erasmus no 1º ano curricular de Mestrado, apresente confirmação de entrada num Mestrado da FPUL.

Critérios de Seleção e Seriação

Os alunos que cumprem as condições de elegibilidade, serão inseridos numa lista ordenada que permitirá a sua colocação nas vagas existentes, segundo os critérios que a seguir se discriminam.

Critérios de Ordenação dos Candidatos:

a) Alunos nunca anteriormente colocados em vagas Erasmus;
b) Número de unidades curriculares realizadas até ao final de 2019, por ordem decrescente;
c) Média obtida nessas unidades curriculares, por ordem decrescente. *

* Para todos os alunos que à data de candidatura tenham zero UCs concluídas, será considerada a nota de ingresso dos alunos na Universidade.

Estes critérios poderão ser alterados mediante o Guia de Procedimentos, que fixa anualmente os procedimentos específicos de seriação.

Em caso de empate, tem prioridade o aluno que:

  • Possuir bolsa SASUL;
  • Tenha a média mais elevada nas cadeiras realizadas no semestre imediatamente anterior à candidatura;
  • Tenha o número de inscrição na Faculdade mais baixo (número de aluno).

Após análise da informação das candidaturas e, de acordo com os critérios de ordenação, a lista ordenada de todos os candidatos é divulgada na página da Faculdade e enviada por email.

Posteriormente, os candidatos são distribuídos pelas vagas, segundo a lista ordenada e de acordo com as opções indicadas na ficha de candidatura.

Findo o prazo de avaliação das candidaturas, o Gabinete de Mobilidade comunica os resultados aos candidatos através de e-mail e publicita no sítio da FPUL a lista de ordenação de candidatos ao Programa Erasmus+.

Direitos e Deveres do Estudante Erasmus+

O candidato que é selecionado para Erasmus dá início a um processo em que que assumirá certas responsabilidades e deveres, nomeadamente:

  • Cumprir com todos os prazos e procedimentos inerentes ao processo Erasmus+ como aluno da FPUL e aluno Erasmus na universidade de acolhimento.
  • Informar de imediato o Gabinete de Mobilidade, para o e-mail erasmus.n@psicologia.ulisboa.pt e o Coordenador de Erasmus, em caso de desistência e/ou alterações, em qualquer fase do processo Erasmus+.

Formalização de Candidatura

O processo de candidatura inicia-se através do preenchimento de um formulário online. O aluno deverá preencher os dados da candidatura e escolher as faculdades de destino por ordem de preferência.
Com base nestas informações, os alunos serão ordenados segundo os critérios de seleção e seriação supracitados.
O Gabinete de Mobilidade divulgará a lista de ordenação dos candidatos assim como as instituições onde foram colocados.
Nessa altura serão entregues aos alunos os seguintes documentos:

-Formulário de aceitação de vaga de mobilidade: documento em que o aluno confirma o interesse e aceita a vaga onde foi colocado;
-Formulário de desistência de vaga de mobilidade: documento em que o aluno abdica da vaga onde foi colocado de forma a poder candidatar-se a outra vaga existente ou prescinde do interesse em usufruir do programa a que se candidatou.

Para confirmar a aceitação da vaga de mobilidade atribuída o candidato deve:

-Preencher o formulário de confirmação de aceitação da vaga e anexar:
• Cópia do documento de identificação;
• Cópia do cartão de estudante;

Para optar pela desistência da vaga de mobilidade atribuída o candidato deve:

-Preencher o formulário de desistência da vaga e anexar:
• Cópia do documento de identificação;
• Cópia do cartão de estudante;
• Solicitação de uma nova colocação de acordo com as vagas existentes (facultativo).

Os documentos deverão ser entregues no cacifo Erasmus nº120 (portaria), até dia 2 de março.

A não entrega destes documentos é fator de exclusão do processo e é considerada como desistência, da vaga e do Programa Erasmus +.

Fase especial para preenchimento de vagas

Para todos os alunos não colocados e/ou cuja candidatura tenha sido recusada pela instituição de acolhimento será 30 de julho de 2020, é disponibilizada uma lista de vagas remanescentes.

Procedimentos complementares

Uma vez concluído o processo de seleção, divulgação dos resultados e aceitação por parte dos candidatos, o Gabinete de Erasmus da FPUL inicia os contactos com as Instituições parceiras de modo a formalizar as mobilidades.
Nesta altura, o Gabinete irá fornecer aos estudantes informações sobre a formalização da candidatura junto da universidade de destino:

a) Documentação e informação inerentes à realização da mobilidade Erasmus+;
b) Preenchimento de formulários e deadlines;
c) Bolsa de mobilidade Erasmus+;
d) Responsabilidades dos intervenientes no processo de mobilidade.

Cabe a cada estudante elaborar e entregar até dia 6 de abril no Gabinete Erasmus uma proposta de Plano de Estudos a realizar na universidade de acolhimento, para aprovação pelo Coordenador Erasmus, que servirá de base ao preenchimento do Learning Agreement. O estudante deverá recolher informação sobre a universidade de destino, nomeadamente, planos de estudo, calendário académico, alojamento, serviços, procedimentos próprios, etc., através da página ou através de contactos diretos com a universidade de destino.

O estudante é ainda responsável por resolver questões relacionadas com alojamento e questões práticas da mobilidade (viagens, calendário académico, inscrição nos cursos de preparação linguística (cursos oferecidos pela instituição de acolhimento), Cartão Europeu de Seguro de Doença, etc.). O estudante deve procurar preparação linguística adicional na língua do país de destino, caso seja considerado necessário.

O candidato deverá entregar presencialmente, até 18 de maio, no Gabinete de Mobilidade, os seguintes documentos:

  • Cópia do Cartão de Cidadão do estudante;
  • Comprovativo NIB –  Documento com o nome do titular da conta e o Número de Identificação Bancária para onde será transferida a Bolsa Erasmus+;
  • Ficha de estudante – Esta ficha deverá estar devidamente preenchida com os dados do aluno e validado pelo Coordenador do Gabinete de Mobilidade;
  • Minuta de Procuração  O candidato deverá nomear um procurador da sua confiança e que tenha facilidade em deslocar-se à FPUL e à Reitoria da ULisboa para, durante o período de mobilidade, tratar de eventuais assuntos relacionados com a FPUL ou com o programa Erasmus+;
  • Cópia do Cartão de Cidadão do Procurador;
  • Cópia do Cartão Europeu de Seguro de Doença (os candidatos que ainda não tenham este documento podem entregá-lo posteriormente);
  • Learning Agreement for Studies – O candidato deverá entregar a primeira página do LA devidamente preenchida com os dados da universidade parceira e com o plano de estudos proposto para a FP e para a Instituição de acolhimento a que se candidata.

Mobilidade de Estudantes no âmbito do Programa Erasmus+ • Preparação da Mobilidade

O aluno deverá recolher informação sobre a universidade de destino, nomeadamente em termos de calendário académico, alojamento, serviços, procedimentos próprios, entre outros. O Gabinete de Mobilidade da FPUL poderá ajudar o aluno nesta recolha, mas o aluno deverá sempre de forma autónoma procurar as respostas que necessita, podendo e devendo contactar diretamente a instituição a que se candidata.

O aluno é responsável por resolver questões relacionadas com alojamento e questões práticas da mobilidade (viagens, calendário académico, envio dos formulários obrigatórios para a instituição de acolhimento, inscrição nos cursos de preparação linguística (cursos oferecidos pela instituição de acolhimento), Cartão Europeu de Seguro de Doença, etc.;

Antes de iniciarem a mobilidade, para conclusão do processo de candidatura à bolsa de Mobilidade Erasmus+, todos os alunos devem ter em conta os procedimentos finais. Com esse objetivo, o Gabinete de Mobilidade contacta todos os alunos por e-mail, recordando a necessidade de envio de da documentação referida anteriormente para que se possa depois confirmar o valor da bolsa atribuída.

As bolsas de mobilidade destinam-se a auxiliar nos custos decorrentes do período de estudos no estrangeiro, não cobrindo integralmente todas as despesas. O Gabinete de Mobilidade informa que seleção para o Programa não garante a atribuição de uma bolsa de mobilidade financiada a todos os participantes.

As bolsas são distribuídas, de acordo com o financiamento atribuído à FPUL, tendo em conta a tabela de bolsas e as regras definidas para o Programa pela Comissão Europeia e pela AN.

Sempre que possível, serão feitos ajustes às bolsas dos beneficiários do Programa seguindo a lista de prioridades definida no regulamento de Programa de Mobilidade da FPUL.


Regime das bolsas

O pagamento das bolsas de mobilidade será efetuado em duas prestações.

  1. A primeira prestação correspondendo a 80% do valor da bolsa será paga após a assinatura do Contrato Erasmus+;
  2. A segunda prestação será calculada após a entrega de todos os documentos obrigatórios, conforme descritos no Artigo 32.º do presente regulamento e da verificação da correspondência do período de mobilidade Erasmus ao período contratado;

Chegada à Instituição de Acolhimento

Após a chegada à instituição de acolhimento, o aluno terá 15 dias para solicitar, caso seja necessário, uma alteração ao seu Learning Agreement original.

Regresso à Instituição de Origem

No final da mobilidade, todos os alunos são obrigados a trazer da Universidade de acolhimento a Declaração de Estada ou Certificate of Stay (documento comprovativo do período de mobilidade Erasmus+ através do qual se contam os meses de mobilidade para cálculo da bolsa). O documento preenchido inicialmente, à chegada, deverá ser completado com a data do regresso e novamente assinado e datado, que têm de entregar no Gabinete de Mobilidade até 15 dias após o regresso Além disso, o processo de mobilidade conclui-se com a entrega dos seguintes documentos:

  • Transcript of Records – Certificado onde constam as avaliações das disciplinas concluídas na Universidade de Acolhimento. [Se não for possível trazer o Transcript of Records em mão, é necessário confirmar qual o serviço da Universidade de acolhimento que ficará encarregue de enviar o documento por correio. Estes documentos são exigidos para o reconhecimento académico na FPUL e finalização da bolsa de mobilidade Erasmus+.]
  • Relatório Final Erasmus+ – É ainda obrigatório o preenchimento do Relatório Final. Este Relatório é de preenchimento on-line e é enviado para o endereço de e-mail do aluno, no final da mobilidade e após entrega da documentação anteriormente referida.
  • Teste final de avaliação de competências linguísticas (OLS).  Este teste de preenchimento obrigatório destina-se a comparar o nível de conhecimentos linguísticos antes e depois da mobilidade Erasmus+.

Os resultados ou comprovativos de realização dos testes e questionários deverão ser reencaminhados pelo aluno ao Gabinete de Mobilidade.

RESULTADOS 2020/2021

Consulta os resultados através do documento oficial da Lista de Ordenação Final dos Candidatos Erasmus+ Estudos 2020/2021 ou através da tabela disponível em baixo.

Erasmus+ Estudos

Nº Ordenação Nome Completo N.º Aluno Local Semestre
1 Mariana Araújo Pampolim 20746 Espanha - Universidade de Salamanca
2 Inês Filipa das Neves Antunes Ramalhete 21401 Holanda - Radboud Universiteit Nijmegen
3 Mariana dos Santos Pereira 21481 Itália - Libera Universita' Maria SS Assunta Roma
4 David Afonso Pedrosa Vilar Cruz 21598 Itália - Universitá Padova
5 Inês Filipa Branco Freitas 21376 Itália - Universitá Padova
6 Sofia Mosquera Conde 21807 Holanda - Universidade de Groningen
7 Matilde Amaro Marques Baptista 21736 Itália - Universitá Padova
8 Ema Moura San Payo 21729 Holanda - Universidade de Groningen
9 Mariana Almeida Martins 21738 Espanha - Universidade Complutense Madrid
10 Alexandra Palamarciuc 21719 Holanda - Universidade Maastricht
11 Francisca Pestana Fagulha da Cruz Simão 21727 Holanda - Universidade de Groningen
12 Mariana Lindeza do Vale Fernandes Antunes 21793 Holanda - Universidade Maastricht
13 Madalena Neto Clara de Alarcão e Silva 21773 Espanha - Universidade Complutense Madrid
14 Bárbara Vieira Calado Amorim Nascimento 21766 Itália - Libera Universita' Maria SS Assunta Roma
15 Ana Margarida Tordo da Silva 21791 Polónia - Warsaw School of Social Sciences and Humanities
16 Inês de Oliveira Pereira 21805 Espanha - Universidade de Salamanca
17 Carolina Matos Fermoselle da Silva 21734 Polónia - Warsaw School of Social Sciences and Humanities
18 Raquel Araújo do Paço 21852 Holanda - Universidade de Groningen
19 Francisca de Oliveira Pestana Araújo 21725 Itália - Libera Universita' Maria SS Assunta Roma
20 Victória da Silva Gutierrez 21767 Holanda - Universidade de Groningen
21 Laura Santos Simões 21809 Desistiu -
22 Sofia Beatriz Franco Ângelo 21751 Itália - Libera Universita' Maria SS Assunta Roma
23 Diana Filipa Félix Cipriano 21783 Hungria - Universidade Pécs
24 Miguel Marques da Silva Gomes 21769 Holanda - Universidade de Groningen
25 Mafalda Maria de Magalhães Colaço Correia de Sá 21720 Itália - Universitá Vita-Salute San Rafaelle
26 Joana Eiró Frazão Marques de Oliveira 21721 Itália – Universitá Padova
27 Laura Reis Massano 21825 Espanha - Universidade Sevilha
28 Ana Catroga Inês de Martins Aguiar 21373 Eslovénia - University of Ljubljana
29 Maria Carlota Clara Ferreira Gonçalves 21728 Itália - University of Trento
30 Maria Proença Saraiva Marques Pissarra 21842 Espanha – Universitat de Barcelona
31 Laura dos Santos Martins 21790 Sem vaga em nenhuma das opções -
32 Carlos André Costa de Carvalho 21909 Holanda - Universidade Maastricht
33 Matilde Machado Hehn Pinto da Silva 21899 Alemanha - University Frankfurt
34 Isabel Nogueira Fernandes 21813 Holanda - Radboud Universiteit Nijmegen
35 Inês Galacho Nabais 21752 Holanda - Universidade Maastricht
36 Ana Maria de Sousa Santos Pinheiro 22125 França – Université Picardie Jules Verne Amiens
37 Francisca Ferreira Estrela de Sousa 22199 Noruega – Norwegian University of Science and Technology
38 Filipa Fragoso Coelho dos Santos 22297 Áustria - University of Graz
39 Laura Epifânio da Franca Gomes 22165 Áustria - University of Graz
40 Rita Noivo Sousa das Neves 22139 Não entregou os documentos -
41 Emília Gonçalves Nunes 22161 Espanha - Universidade de Salamanca
42 Margarida Caçador Fernandes 22153 Sem vaga em nenhuma das opções -
43 Natália Silvestre Granja 22026 Noruega – Norwegian University of Science and Technology
44 Marta Calvete Rodrigues Damásio 21806 Sem vaga em nenhuma das opções -
45 Rita de Menezes Cabral Morais Cerol 21772 Espanha - Universidade Complutense Madrid

Estágios

Calendário das Candidaturas

O Guia de Procedimentos  fixa anualmente o prazo para a realização das candidaturas, assim como os procedimentos específicos para a mesma.

Para o ano letivo de 2019-2020 as candidaturas decorrem entre os dias 3 de dezembro 2019 e 31 de janeiro 2020.


Até 14 de fevereiro Divulgação da lista ordenada de candidaturas.

Até 2 de março – Confirmação da aceitação da mobilidade por parte de cada Estudante.

Até 18 de maio – Entrega da documentação necessária à formalização do estágio.

Entre junho e julho – Assinatura do Contrato de Estudante Erasmus + com a Reitoria da Universidade de Lisboa.

Ficha de Candidatura

 AQUI

(Link ativo durante o período de candidatura)

Condições de Elegibilidade

É elegível para realizar um período de estágio Erasmus+:

  1. O aluno que esteja regularmente inscrito num ciclo de estudos conferente de grau (Licenciatura, Mestrado Integrado, Mestrado ou Doutoramento) na FPUL;
  2. O recém-graduado da FPUL, cuja mobilidade tem de ser realizada até 12 meses após conclusão do grau obtido.

Critérios de Seleção e Ordenação

O aluno/recém-graduado deverá preencher as condições de elegibilidade para que a sua candidatura possa ser validada.

Findo o prazo de avaliação das candidaturas, o Gabinete de Mobilidade comunica através de e-mail os resultados aos candidatos e publicita, no sítio da FPUL, a lista de ordenação de candidatos ao Programa Erasmus+.

Os candidatos são ordenados em função dos seguintes critérios:

a) Compromisso de aceitação por parte da instituição de acolhimento;
b) Média final de Mestrado/Doutoramento (estágios para recém-graduados) / média das unidades curriculares realizadas (estágios para alunos) [nos casos em que existam mais candidatos aceites em instituições de acolhimento do que o número das mobilidades financiadas].

Em caso de empate, tem prioridade o aluno que:

  • Possuir bolsa SASUL;
  • Tenha a média mais elevada nas cadeiras realizadas no semestre imediatamente anterior à candidatura;
  • Tenha o número de inscrição na Faculdade mais baixo (número de aluno).

Direitos e Deveres do Estudante Erasmus+

O candidato que é selecionado para Erasmus dá início a um processo em que deve assumir certas responsabilidades e deveres, nomeadamente:

  • Cumprir com todos os prazos e procedimentos inerentes ao processo Erasmus+ como aluno da FPUL e estagiário Erasmus na instituição de acolhimento.
  • Informar o Gabinete de Mobilidade, para o e-mail erasmuse@psicologia.ulisboa.pt, e o Coordenador Erasmus, em caso de desistência e/ou alterações, em qualquer fase do processo Erasmus+.

O candidato que desista do processo Erasmus+ e que não apresente uma justificação devidamente fundamentada fica sujeito a penalização – Impedimento de candidatura ao programa Erasmus+ no ano letivo subsequente.

Formalização de Candidatura

Para o ano letivo de 2020-2021, o candidato deverá entregar presencialmente no Gabinete de Mobilidade, os seguintes documentos:

  • Cópia do Cartão de Cidadão do estudante;
  • Comprovativo NIB – Documento com o nome do titular e o Número de Identificação Bancária para onde será transferida a Bolsa Erasmus+;
  • Ficha de estudante – Esta ficha deverá ser devidamente preenchida com os dados do aluno/recém-graduado e validada pelo Coordenador do Gabinete de Mobilidade;
  • Minuta de Procuração – O candidato deverá nomear um procurador da sua confiança e que tenha facilidade em deslocar-se à FPUL e à Reitoria da ULisboa para, durante o período de mobilidade, tratar de eventuais assuntos relacionados com a FPUL ou com o programa Erasmus+;
  • Cópia do Cartão de Cidadão do procurador;
  • Comprovativo de aceitação por parte da instituição de acolhimento – Documento oficial em que a instituição de acolhimento manifesta interesse em receber o estagiário;
  • Training Agreement – É necessário entregar o TA devidamente preenchido com os dados da instituição de acolhimento e assinado pelos responsáveis pelo estágio;
  • Candidatura ao Certificado Europass – Esta candidatura possibilita o acesso ao Europass Mobility Document, certificado emitido pela Agência Nacional Erasmus +/Comissão Europeia, que valida a realização do estágio;
  • Cópia do Cartão Europeu de Seguro de Doença – Os candidatos que ainda não tenham este documento podem entregá-lo posteriormente;
  • Comprovativo de seguro com as coberturas saúde/acidente/invalidez, assistência/repatriamento e responsabilidade civil [este comprovativo apenas é exigido a alunos recém-graduados].

Mobilidade de Estágios no âmbito do Programa Erasmus+ • Preparação da Mobilidade

Dado que, no caso dos estágios Erasmus+, não há acordos bilaterais pré-estabelecidos com instituições internacionais, espera-se do candidato a estágio qualidades de iniciativa, autonomia e perseverança que lhe permitam a pesquisa e seleção de instituições profissionais/científicas compatíveis com a sua área de interesses e especialização, bem como a realização de uma autoproposta para a realização de um estágio.

Os tempos de atendimento semanais Erasmus+: SMP são períodos fundamentais para a orientação deste processo, especificamente para o apoio na pesquisa e seleção de uma instituição de acolhimento, na realização dos primeiros contactos e no desenvolvimento de um projeto de estágio criterioso, compatível com as expectativas do candidato e com as exigências da instituição de acolhimento.

Após aceitação por parte da instituição de acolhimento, o aluno/recém-graduado deve recolher informação sobre o país de destino, nomeadamente sobre as possibilidades de alojamento, serviços e questões práticas da mobilidade (viagens, envio dos formulários obrigatórios para a instituição de acolhimento, inscrição nos cursos de preparação linguística oferecidos pela instituição de acolhimento, etc.)

As bolsas de mobilidade destinam-se a auxiliar os custos decorrentes do período de estágio no estrangeiro, não cobrindo integralmente todas as despesas.

O Gabinete de Mobilidade informa que a seleção para o Programa não garante a atribuição de uma bolsa de mobilidade financiada a todos os participantes, embora possibilite a realização de estágios sem financiamento com o enquadramento e proteção legal e institucional do programa Erasmus+.
As bolsas são distribuídas de acordo com o financiamento atribuído à FPUL, tendo em conta a tabela de bolsas e as regras definidas para o Programa pela Comissão Europeia e pela Agência Nacional.

Sempre que possível, serão feitos ajustes às bolsas dos beneficiários do Programa seguindo a lista de prioridades definida no regulamento de Programa de Mobilidade da FPUL.


Regime das bolsas
O pagamento das bolsas de mobilidade será efetuado em duas prestações.

1- A primeira prestação correspondendo a 80% do valor da bolsa será paga após a assinatura do Contrato Erasmus+;
2- A segunda prestação será calculada após a entrega de todos os documentos obrigatórios e da verificação da correspondência do período de mobilidade Erasmus ao período contratado. A segunda prestação só é paga no final do ano civil/início do ano seguinte ao do ano letivo do projeto Erasmus em causa.


Antes do início do período de mobilidade, o aluno/recém-graduado deverá realizar o teste inicial de avaliação de competências linguísticas (OLS), disponibilizado pela Agência Nacional/Comissão Europeia. Este teste é obrigatório.

A subsequente realização de um curso de línguas online para aperfeiçoamento de conhecimentos linguísticos é facultativa.
As línguas disponíveis na plataforma OLS são as seguintes: Alemão, Inglês, Espanhol, Francês, Italiano, Holandês, Checo, Dinamarquês, Grego, Polaco, Português e Sueco.

Regresso à Instituição de Origem

No final da mobilidade, todos os alunos devem trazer da instituição de acolhimento 3 documentos, que têm de entregar no Gabinete de Mobilidade até 15 dias após o regresso:

1- Declaração de Estada ou Certificate of Stay – Documento comprovativo do período de mobilidade Erasmus+ para cálculo da bolsa. Este documento deverá indicar a data de chegada e de partida e estar devidamente assinado e carimbado.
nota: não são aceites assinaturas digitalizadas.
2- Declaração de aproveitamento – Declaração ou certificado com a avaliação da prestação do estagiário.
3- Europass Mobility Document devidamente preenchido e assinado pelo responsável pelo estágio na instituição de acolhimento.
nota: não são aceites assinaturas digitalizadas.

Se não for possível trazer a declaração de aproveitamento em mão, é necessário confirmar qual o serviço da instituição de acolhimento que ficará encarregue de enviar o documento por correio.
Existem ainda 2 documentos que são exigidos para a realização do restante pagamento da bolsa de mobilidade Erasmus+.

1- Relatório Final Erasmus+ – É ainda obrigatório o preenchimento do Relatório Final. Este Relatório é de preenchimento on-line e é enviado para o endereço de e-mail do aluno, no final da mobilidade e após entrega da documentação anteriormente referida.
2-Teste final de avaliação de competências linguísticas (OLS) de preenchimento obrigatório, para comparar o nível de conhecimentos linguísticos antes e depois da mobilidade Erasmus+.

Os resultados ou comprovativos de realização dos testes e questionários deverão ser reencaminhados pelo aluno ao Gabinete de Mobilidade

RESULTADOS 2020/2021

Consulta o documento oficial da Lista de Ordenação dos Candidatos Erasmus+ Estágios 2020/2021 ou através da tabela disponível em baixo.

Erasmus+ Estágios

Nº ordenação Nome Completo Nº de Aluno
- Carina Alexandra Ramos Gonçalves da Silva 21709
- Soraia Raquel Varandas Raposo 21911
- Tânia Neves Ferreira 21902
Candidata excluída por não ter preenchido a totalidade da Ficha de Candidatura Natália Silvestre Granja 22026

Intercâmbios e Protocolos

A FPUL possui vários acordos/parcerias com universidades de outros países europeus.

Os alunos que frequentam um curso de Licenciatura, Mestrado Integrado ou Doutoramento na Faculdade de Psicologia da Universidade de Lisboa (FPUL) e querem fazer um intercâmbio numa Universidade estrangeira, ao abrigo de um protocolo devem:</