Doutoramentos 2018-07-01T23:35:49+00:00

Doutoramentos

.

A FPUL tem uma vasta história/experiência de formação ao nível do doutoramento suportada nos diversos domínios de investigação que aqui se desenvolvem.
Esta experiência e a  reconhecida qualidade dos nossos programas e orientadores, são a justificação do crescente número de doutorandos, alguns vindos de outros países, não só europeus: 120 doutorandos em 2016.

Na nossa Faculdade os doutorandos podem optar por um de dois modelos de programas de trabalho:  

  • Programas Individualizados
  • Programas Colectivos de Doutoramento.

Todos os diplomas a conceder podem ter o estatuto de Doutoramento Europeu, para tal o doutorando deverá dar essa indicação ao seu orientador no sentido de se criarem todas as condições e se desenvolverem todos os procedimentos necessários ao longo do período de doutoramento. A quando da entrega da tese final o doutorando deverá ter em atenção ao formulário a preencher, dado que não é o mesmo das teses sem Doutoramento Europeu.

Programas Individuais de Doutoramento

O programa de doutoramento em Psicologia tem como objetivo oferecer à comunidade académica a possibilidade de uma formação avançada em diversos domínios e aplicações da psicologia. O programa favorece ainda o diálogo e a cooperação com os outros domínios disciplinares, refletindo a flexibilidade temática e metodológica da Psicologia.

Este programa confere o grau de Doutor em Psicologia, nas seguintes especialidades:

Avaliação Psicológica
Cognição Social
Psicologia Clínica
Psicologia Cognitiva
Psicologia da Educação
Psicologia da Família.
Psicologia da Saúde
Psicologia do Desenvolvimento e Aconselhamento da Carreira
Psicologia dos Recursos Humanos, Trabalho e Organizações
Psicologia Social

A Psicologia é uma disciplina das ciências sociais que mais tem avançado no conhecimento do comportamento humano individual e coletivo, com impactos noutras áreas de saber como a Economia, a Gestão, o Ambiente e as Ciências da Vida e da Saúde. Este é um programa orientado para a produção científica de excelência, bem como para uma formação intensiva de elevada qualidade com implicações na prática profissional. Em complemento, os doutorandos que desejarem podem fazer parte de sua formação no estrangeiro e trabalhar com os maiores especialistas na Europa e nos EUA. Se desejável, o diploma a conceder pode ter o estatuto de Doutoramento Europeu.

Quatro razões para fazer o Programa de Doutoramento em Psicologia da FPUL:

  1. Ter o apoio de docentes e investigadores internacionalmente reconhecidos
  2. Estar integrado na melhor universidade portuguesa e com prestígio internacional
  3. Beneficiar de infraestruturas de investigação de grande qualidade
  4. e da pertença a uma rede multidisciplinares de investigadores em espaços nacionais e internacionais.

Luisa Barros

  • 1º ano: 2.750,00€
  • 2º ano e seguintes: 2500,00€

A propina poderá ser paga integralmente ou em prestações, através do multibanco ou diretamente na Tesouraria da FPUL.

Podem candidatar-se ao ciclo de estudos conducente ao grau de doutor:

  1. Os titulares do grau de mestre ou equivalente legal em Psicologia;
  2. A título excecional, os titulares de grau de licenciado ou equivalente legal em Psicologia, detentores de um currículo escolar ou científico especialmente relevante que seja reconhecido como atestando capacidade para a realização deste ciclo de estudos pela Comissão Científica e Coordenadora,
  3. ou ainda, e igualmente, a título excecional, os titulares de grau de mestre ou de licenciado ou equivalente legal noutras áreas, detentores de um currículo escolar ou científico especialmente relevante que seja reconhecido como atestando capacidade para a realização deste ciclo de estudos pela Comissão Científica e Coordenadora.

A candidatura será sujeita à apreciação pelo Conselho Científico, aos elementos descritos no separador ‘Candidaturas’, podendo este órgão, se assim o entender ou achar necessário, proceder à realização de entrevistas.

A candidatura deverá ser efetuada por iniciativa do candidato até 1 de setembro ou  até 2 de janeiro de cada ano, consoante a inscrição ocorra no 1º ou no 2º semestre.

 

O processo de candidatura deverá ser submetido on-line através do Portal FenixEdu (ver infra) ou entregue nos Serviços Académicos e está sujeito ao pagamento de uma taxa de candidatura no valor de € 60,00 (não haverá lugar à sua devolução caso o candidato seja excluído ou não seja selecionado.

Deverá  juntar os seguintes elementos:

  • Cartão de Cidadão ou BI/ Passaporte, sendo que nestes dois últimos casos deverá também apresentar o cartão de contribuinte (cópia opcional).
  • Certidão comprovativa do grau de mestre ou equivalente (se o curso tiver sido realizado fora da União Europeia, a certidão deverá ser autenticada pelo Consulado Português do país onde obteve a habilitação);
  • Curriculum vitae atualizado, incluindo trabalhos publicados e devidamente documentados;
  • Domínio a investigar com a indicação dos objetivos gerais a alcançar;
  • Um projeto indicando o problema de investigação, os objetivos e metodologia dos estudos que pretende realizar, ambos devidamente fundamentados com base em bibliografia de referência na área.
  • Termo de aceitação do orientador ou orientadores propostos.

As candidaturas são feitas online

 Se é ou foi aluno da Faculdade de Psicologia deve submeter a sua candidatura através deste link

 Se precisar de recuperar credenciais campus selecione faça-o aqui

 Se nunca foi aluno da Faculdade de Psicologia deve submeter a sua candidatura através deste link

Programas Colectivos de Doutoramento

Doutoramento em Psicologia Social

O Programa de Doutoramento Interuniversitário de Lisboa em Psicologia Social (LISP) confere o grau de Doutor em Psicologia, na especialidade em Psicologia Social. O programa de doutoramento em Psicologia Social tem como objetivo oferecer à comunidade académica a possibilidade de uma formação avançada em diversos domínios e aplicações da psicologia social, incidindo em duas facetas complementares, mas raramente presentes no mesmo programa, a saber: a psicologia social da cognição e a abordagem cognitiva da psicologia social. O programa favorece ainda o diálogo e a cooperação com os outros domínios disciplinares, refletindo a flexibilidade temática e metodológica da Psicologia Social

É um programa vocacionado para a produção científica de excelência, para a internacionalização das suas atividades, bem como para o fomento da criação e da consolidação de redes multidisciplinares de investigadores em espaços nacionais e internacionais. Nesse sentido, serão criadas as condições para os doutorandos trabalharem com um orientador nacional e um coorientador de entre os maiores especialistas na Europa e nos EUA. Assim, os doutorandos que desejarem podem fazer parte de sua formação no estrangeiro. Quando possível, e se desejável, o diploma a conceder pode ter o estatuto de Doutoramento Europeu.

A Psicologia Social é um dos ramos das ciências sociais que mais tem avançado no conhecimento do comportamento humano individual e coletivo, com impactos noutros ramos da Psicologia, na Economia, na Ciência Política, na Sociologia, e nas Ciências da Vida e da Saúde. Um dos traços distintivos da Psicologia Social é a inovação e exigência metodológicas. Fazer um Doutoramento em Psicologia Social significa entrar numa comunidade de excelência, orientada para a investigação sobre as fronteiras da relação entre o indivíduo e a sociedade.

O Programa de Doutoramento em Psicologia Social permite o acesso ao Doutoramento Interinstitucional em Psicologia Social: Programa Doutoral de Psicologia Social de Lisboa (LiSP), com financiamento atribuído pela Fundação para a Ciência e Tecnologia, IP (FCT).

Leonel Garcia Marques

Jorge Vala (ICS-UL)

  • 1º ano: 2.750,00€
  • 2º ano e seguintes: 2500,00€

A propina poderá ser paga integralmente ou em prestações, através do multibanco ou diretamente na Tesouraria da FPUL.

5 vagas

Podem candidatar-se ao ciclo de estudos conducente ao grau de doutor:

  1. Os titulares do grau de mestre ou equivalente legal em Psicologia;
  2. A título excecional, os titulares de grau de licenciado ou equivalente legal, detentores de um currículo escolar ou científico especialmente relevante que seja reconhecido como atestando capacidade para a realização deste ciclo de estudos, pelo Conselho Científico da Faculdade de Psicologia;
  3. A título excecional, a título excecional, os titulares do grau de mestre ou de licenciado em outras áreas científicas, detentores de um currículo escolar ou científico especialmente relevante que seja reconhecido como atestando capacidade para a realização deste ciclo de estudos pela Comissão Científica e Coordenadora.

Os candidatos são selecionados e seriados através da apreciação dos elementos referidos no separador ‘Candidaturas’ podendo a Comissão Científica e Coordenadora, se assim o entender ou considerar necessário, proceder à realização de entrevistas.

Candidatura: 08 de maio a 02 de setembro de 2018
Afixação de resultados: 20 de setembro de 2018
Prazo de reclamações: 21 de setembro a 08 de outubro de 2018
Afixação da lista definitiva: 11 de outubro de 2018
Matricula e inscrição: 11 de outubro a 15 de outubro de 2018

O processo de candidatura deverá ser submetido on-line através do Portal FenixEdu (ver infra) ou entregue nos Serviços Académicos da FPUL.

Os candidatos devem formalizar a sua candidatura com os seguintes documentos:

  • Bilhete de identidade e cartão de contribuinte ou cartão de cidadão ou passaporte (cópia opcional);
  • Certidão de grau de mestre ou de grau académico equivalente*;
  • Currículo académico, científico e/ou profissional, incluindo trabalhos publicados ou devidamente documentados;
  • Um projeto indicando o problema de investigação, os objetivos e a metodologia dos estudos que pretende realizar, ambos devidamente fundamentados com base em bibliografia de referência na área.

* Se o curso tiver sido realizado fora da União Europeia, a certidão deverá ser autenticada pelo Consulado Português no país onde obteve a habilitação.

O emolumento a pagar pela candidatura é de 60,00€ (sessenta euros) não havendo lugar à sua devolução, caso o candidato seja excluído ou não seja selecionado.

As candidaturas são feitas online

 Se é ou foi aluno da Faculdade de Psicologia deve submeter a sua candidatura através deste link

 Se precisar de recuperar credenciais campus selecione faça-o aqui

 Se nunca foi aluno da Faculdade de Psicologia deve submeter a suacandidatura através deste link

Programa de Doutoramento Interuniversitário
– Psicologia Clínica,
área temática Psicologia da Família e Intervenção Familiar

O Doutoramento em Psicologia na especialidade de Psicologia Clínica — Área temática: Psicologia da Família e Intervenção Familiar é uma iniciativa conjunta da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra e da Faculdade de Psicologia da Universidade de Lisboa e visa promover a compreensão sistemática e crítica de conhecimentos e competências teóricas e clínicas na área da psicologia e intervenção familiares, e contribuir para o desenvolvimento da conceção, implementação e concretização de investigação científica de qualidade, internacionalmente reconhecível.

Este programa de doutoramento visa desenvolver, através da articulação entre a Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra e a Faculdade de Psicologia da Universidade de Lisboa e da colaboração de professores nacionais e estrangeiros peritos neste domínio científico, um conjunto de conhecimentos e competências teóricas, clínicas e de investigação que contribua para a compreensão sistemática e para a análise crítica do funcionamento familiar bem como de diferentes contextos e modalidades de intervenção familiar.

Neste quadro geral, os projetos de investigação poderão, mais especificamente, situar-se no âmbito das seguintes áreas: Resiliência e Vulnerabilidades Familiares (Satisfação e Qualidade Conjugal; Vinculação, Estilos Parentais e Ciclo de Vida Familiar; Parentalidades em Diferentes Configurações Familiares; Família e Condições Crónicas de Doença; Violência Familiar) e Investigação em Intervenção Familiar (Intervenções Terapêuticas: Terapia e Aconselhamento Conjugal, Terapias Narrativas, Intervenção em Crise; Mediação (Familiar e Comunitária); Prevenção (Educação Parental, Aconselhamento Conjugal); Avaliação de Narrativas Familiares.
Este programa de doutoramento é especialmente dirigido a diplomados em Psicologia que tenham trabalho/investigação, e/ou formação complementar, nas áreas da família e/ou intervenção sistémica.

Ana Paula Relvas (FPCE-UC)
Madalena Alarcão (FPCE-UC)
Maria Teresa Ribeiro (FPUL)
Isabel Narciso (FPUL)

  • 1º ano: 2.750,00€
  • 2º ano e seguintes: 2500,00€

A propina poderá ser paga integralmente ou em prestações, através do multibanco ou diretamente na Tesouraria da FPUL.

1ª Fase: 6 vagas
2ª Fase: 8 vagas*
3ª Fase: vagas sobrantes
Fase Extraordinária: vagas sobrantes
* 1 vaga destinada ao protocolo Instituto Tundavala – Angola.

1 – Podem candidatar-se a este programa de doutoramento:

a) Os titulares do grau de mestre ou equivalente legal em Psicologia;
b) A título excecional, os titulares de grau de licenciado ou equivalente legal em Psicologia, detentores de um currículo escolar ou científico especialmente relevante que seja reconhecido como atestando capacidade para a realização deste Ciclo de estudos pela Comissão Científica e Coordenadora;
c) A título excecional, os titulares do grau de mestre ou de licenciado ou equivalente legal noutras áreas, detentores de um currículo escolar ou científico especialmente relevante que seja reconhecido como atestando capacidade para a realização deste ciclo de estudos pela Comissão Científica e Coordenadora;

2 – O reconhecimento referido nas alíneas b) e c) do número anterior apenas permite o acesso ao ciclo de estudos conducente ao grau de doutor, não conferindo, ao seu titular, a equivalência ao grau de licenciado ou mestre, ou ao seu reconhecimento.

A candidatura será sujeita à apreciação pela Comissão Científica e Coordenadora, sobre os elementos referidos nas candidaturas, podendo esta, se assim o entender ou considerar necessário, proceder à realização de entrevistas.

Informações detalhadas no Aviso de Abertura (ver aqui)

Prazos de candidatura

1ª Fase: 1 de março a 30 de maio de 2018
2ª Fase: 1 de junho a 13 de julho de 2018
3ª Fase: 24 de agosto a 5 de setembro de 2018
Fase Extraordinária: 15 a 31 de outubro de 2018

 

ATENÇÃO

No ano letivo 2018/2019, as candidaturas são feitas através do site da Universidade de Coimbra (ver aqui)

 

As candidaturas são feitas online

 Se é ou foi aluno da Faculdade de Psicologia deve submeter a sua candidatura através deste link

 Se precisar de recuperar credenciais campus selecione faça-o aqui

 Se nunca foi aluno da Faculdade de Psicologia deve submeter a suacandidatura através deste link

Programa de Doutoramento Interuniversitário
– Psicologia da Educação

O Doutoramento em Psicologia na especialidade de Psicologia da Educação é uma iniciativa conjunta da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra e da Faculdade de Psicologia da Universidade de Lisboa e visa o aprofundamento e extensão dos conhecimentos teóricos, metodológicos e de aplicação na especialidade de Psicologia da Educação. Tem como destinatários todos aqueles que pretendam aprofundar conhecimentos e realizar investigação nesta área, tanto numa perspetiva de investigação básica como aplicada.

Neste quadro geral, os projetos de investigação poderão situar-se no âmbito das seguintes áreas:

  • Aprendizagem em Contexto Educacional (autorregulação da aprendizagem e abordagens à aprendizagem; conceções de aprendizagem e resolução de problemas; avaliação psicológica e necessidades especiais; aprendizagem criativa; conflitualidade escolar (bullying e cyberbullying);
  • Desenvolvimento Vocacional e Pessoal (transições psicossociais e qualidade de vida; desenvolvimento vocacional e construção de projetos de vida; avaliação psicológica em orientação e aconselhamento de carreira; novas perspetivas para a psicologia vocacional);
  • Promoção da Saúde e do Bem-Estar (intervenções promotoras da saúde [alimentação saudável, actividade física, protecção sexual, entre outras] e do bem-estar; adaptação e transições escolares, autorregulação na promoção de estilos de vida saudáveis; experiências, processos e respostas de coping e savoring, promoção de competências sócio-emocionais).

A necessidade de formação especializada no domínio da Psicologia da Educação é particularmente premente no actual panorama português, em face da exigência e da aposta: na melhoria dos contextos educativos e na preparação académica dos estudantes; na preparação dos diversos profissionais para fazerem face aos novos desafios colocados aos contextos educativos numa sociedade em mudança; no impulso à qualificação da população portuguesa, através da diminuição dos níveis de insucesso e abandono escolar e do incentivo ao prosseguimento dos estudos numa perspectiva de aprendizagem ao longo da vida; e nas novas responsabilidades que envolvem a adopção de medidas relativas à promoção da saúde global da população, através da educação para a saúde em meio educativo.

Porque fazer este curso?

Pela necessidade de formação especializada no domínio da Psicologia da Educação é particularmente premente no actual panorama português, em face da exigência e da aposta: na melhoria dos
contextos educativos e na preparação académica dos estudantes; na preparação dos diversos profissionais para fazerem face aos novos desafios colocados aos contextos educativos numa sociedade em mudança; no impulso à qualificação da população portuguesa, através da diminuição dos níveis de insucesso e abandono escolar e do incentivo ao prosseguimento dos estudos numa perspectiva de aprendizagem ao longo da vida; e nas novas responsabilidades que envolvem a adopção de medidas relativas à promoção da saúde global da população, através da educação para a saúde em meio educativo.

Por tratar-se do primeiro programa colectivo de estudos avançados oferecido nesta área em Portugal, sendo também pioneira a associação entre as Universidades de Lisboa e de Coimbra numa formação pós-graduada neste domínio, com uma diversidade de valências da equipa de investigadores que constituem o corpo docente do programa de doutoramento.

Por pensar a Psicologia da Educação a partir de três áreas principais de necessidades sentidas nos contextos educativos – a aprendizagem em contexto educacional, a construção de intervenções vocacionais numa perspectiva de desenvolvimento pessoal, e a promoção da saúde e do bem-estar para a adopção de estilos de vida saudáveis – a que psicólogos educacionais, professores e outros agentes educativos são já, e continuarão a ser no futuro, solicitados a dar respostas adequadas e inovadoras.

Por envolver um perfil orientado à pesquisa académica e profissional e um plano curricular flexível que permite ao doutorando obter a preparação adequada tanto aos seus interesses quanto
ao avanço global do conhecimento, possibilitando a sua integração em redes de investigação de âmbito nacional e internacional.

LISTA DEFINITIVA

1ª fase de candidatura 2018-2019

 

 1. CANDIDATOS SELECIONADOS

pontuação 
Ana Sofia Viegas de Oliveira Francisco 18,15 pontos
Ana Lúcia Correia Agostinho 15,95 pontos
Maria da Conceição Neves Fernandes 15,80 pontos
Juliana Frainer 15,45 pontos
Maria Itália Bernardino Temudo 14,75 pontos
Pedro Miguel de Freitas Taborda 12,30 pontos

 


 

2. CANDIDATOS NÃO SELECIONADOS

Rita Branco de Brito   a)
Joana Nicole Vicente Luís   a)
Maria Virgínia Almeida de Oliveira Teles   a)

 

a) De acordo com o ponto 4.2, alínea b) do edital Nº2/2018 não se apresenta adequação do currículo científico, técnico e profissional do candidato ao domínio e objetivos gerais do ramo científico e especialidade do programa de doutoramento que pretende frequentar.

 


 

3. CANDIDATOS EM PROCESSO DE AVALIAÇÃO AO PROGRAMA DE DOUTORAMENTO

Isabel Maria Gonçalves dos Santos b)
b) Resultado condicionado à realização de entrevista a efetuar em julho.

 


 

4. CANDIDATOS EXCLUÍDOS

Motivo de Exclusão
Luana Thereza Nesi de Mello i
i.    Não cumpre o requisito de admissão, conforme o ponto 2, alínea a), b) e c) do Edital.

 

 

Lisboa, 01 de junho de 2018

 


 

transcrição de “Lista ordenada definitiva de candidatos – Candidatura 2018-2019 – Programa interuniversitário de doutoramento em psicologia, área de especialização psicologia da educação – 1ª fase de candidatura” 

Margarida Veiga Simão
Maria João Alvarez
Joaquim Armando Ferreira
Eduardo Ribeiro dos Santos

Sexta-feira à tarde (14-20h)

Sábado de manhã (10-13h).

  • 1º ano: 2.750,00€
  • 2º ano e seguintes: 1.700,00€

A propina poderá ser paga integralmente ou em prestações, através de multibanco ou diretamente na Tesouraria da Faculdade de Psicologia da Universidade de Lisboa. O prazo de pagamento da 1.ª prestação é o prazo fixado para a matrícula e inscrição.

Segunda fase: 5 vagas

Podem candidatar-se a este programa de doutoramento:

  1. Os titulares do grau de mestre ou equivalente legal em Psicologia;
  2. A título excecional, os titulares do grau de licenciado em Psicologia obtido num formato anterior à implementação do Processo de Bolonha em cinco anos de formação (correspondentes, pelo menos, a 300 ECTS), ou equivalente legal, detentores de um currículo escolar e científico especialmente relevante, que seja reconhecido como atestando capacidade para a realização deste ciclo de estudos pela Comissão Científica e Coordenadora;
  3. A título excecional, os titulares do grau de mestre ou de licenciado obtido num formato anterior à implementação do Processo de Bolonha, em cinco anos de formação (correspondentes, pelo menos, a 300 ECTS), ou equivalente legal, em outras áreas científicas, detentores de um currículo escolar ou científico especialmente relevante que seja reconhecido como atestando capacidade para a realização deste ciclo de estudos pela Comissão Científica e Coordenadora.

Os candidatos são selecionados e seriados através da apreciação dos elementos referidos no separador ‘Candidaturas’, podendo a Comissão Científica e Coordenadora, se assim o entender ou considerar necessário, proceder à realização de entrevistas.

A decisão sobre o requerimento da candidatura compete à Comissão Científica e Coordenadora, mediante parecer fundamentado do Júri de seleção, tendo em conta os seguintes elementos de apreciação:
a) Cumprimento dos pressupostos legalmente exigidos;
b) Adequação do currículo científico, académico e profissional do candidato ao domínio e objetivos gerais do ramo científico e especialidade do programa de doutoramento que pretende frequentar.

Prazos de candidatura – Segunda fase

  • Candidatura: 8 de junho a 15 de julho de 2018;
  • Afixação dos resultados provisórios das candidaturas: 25 de julho de 2018;
  • Prazo para reclamações: de 25 a 31 de julho de 2018;
  • Afixação das listas definitivas dos candidatos admitidos: 01 de agosto de 2018;
  • Matrícula e inscrição: 01 de agosto a 13 de setembro de 2018.

O processo de candidatura deverá ser submetido on-line através do Portal FenixEdu (ver infra).

Os candidatos devem formalizar a sua candidatura com os seguintes documentos:

  • Bilhete de identidade e cartão de contribuinte ou cartão de cidadão ou passaporte (cópia opcional);
  • Certidão de grau de mestre ou de grau académico equivalente*;
  • Currículo académico, científico e/ou profissional, incluindo trabalhos publicados ou devidamente documentados;
  • Carta com explicitação das motivações de candidatura no curso e ramo de conhecimento e especialidade em que o doutoramento será realizado;

* Se o curso tiver sido realizado fora da União Europeia os documentos deverão ser visados pelo Serviço Consular Português no país onde obteve a habilitação ou apresentados com a aposição da Apostila de Haia e emitidos pela autoridade legalmente competente do Estado de onde é originário o documento (Serviços Oficiais de Educação). Sempre que os documentos não forem emitidos em português, inglês, francês ou espanhol, devem ser traduzidos para um destes idiomas.

O emolumento a pagar pela candidatura é de € 60,00 (sessenta euros), não havendo lugar à sua devolução caso o candidato seja excluído ou não seja selecionado.

As candidaturas são feitas online

 Se é ou foi aluno da Faculdade de Psicologia deve submeter a sua candidatura através deste link

 Se precisar de recuperar credenciais campus selecione faça-o aqui

 Se nunca foi aluno da Faculdade de Psicologia deve submeter a suacandidatura através deste link

Doutoramento em Ciência Cognitiva

A Ciência Cognitiva ocupa-se do estudo interdisciplinar da cognição – comportamento, mente e cérebro – combinando conceitos, métodos e ideias de várias áreas da Psicologia, Neurociência, Biologia evolutiva, Linguística, Filosofia, Antropologia e outras ciências sociais, e através da aplicação de métodos da Ciência da Computação, Matemática e Física.

O interesse pela Ciência Cognitiva e pelas suas aplicações tem aumentado de forma significativa nas últimas décadas. Assim, é sem surpresa que a Ciência Cognitiva tenha sido considerada pela Comissão Europeia como uma das suas nove áreas prioritárias para o desenvolvimento de uma política europeia de investigação.

Dada a natureza interdisciplinar da Ciência Cognitiva, ela requer um programa de estudos graduados que seja capaz de integrar os conhecimentos das ciências exatas, das ciências da vida e das humanidades numa abordagem científica forte. Neste sentido, o Programa de Doutoramento em Ciência Cognitiva consiste num curso inter-faculdades, organizado conjuntamente pelas Faculdades de Ciências, Letras, Medicina, e Psicologia. Considerando o amplo leque de competências cultivadas nas suas diferentes Faculdades e Departamentos, bem como a excelência dos resultados obtidos pelas suas muitas unidades de investigação, a Universidade de Lisboa detém condições ímpares para oferecer um programa de estudos graduados em Ciência Cognitiva de elevada qualidade.

O presente doutoramento permite o acesso ao Programa Doutoral NeurUlisboa, financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia.

Doutoramento em Migrações

As migrações constituem um fenómeno de crescente relevância demográfica, económica, psicológica, social e política, em distintas escalas geográficas: do mundo ao lugar.

As migrações são um domínio de investigação caracterizado pelas abordagens multidisciplinares, sendo uma clara vantagem para os investigadores que trabalharão nesta área a diversificação na formação, num quadro que propõe, em simultâneo, especialização e partilha multidisciplinar.

A Área Estratégica de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa congrega um conjunto de unidades orgânicas com grande experiência e reconhecido mérito no estudo das mobilidades humanas à luz de diferentes perspetivas disciplinares.

O programa de doutoramento em Migrações é um programa conjunto da ULisboa – a Faculdade de Psicologia (UFPUL), o Instituto de Ciências Sociais (ICE), o Instituto de Educação(IE) e o Instituto de Geografia e Ordenamento do Território/Centro de Estudos Geográficos (IGOT) – e confere o grau de doutor nos ramos de conhecimento da Antropologia, Ciência Política, Educação, Geografia, História, Psicologia e Sociologia.

Este programa doutoral tem como objetivo proporcionar formação pós‐graduada, de nível avançado, das questões teóricas e metodológicas associadas à temática das migrações e dos processos sociais de mobilidade humana, cruzando diferentes e múltiplas perspetivas de diversos domínios que integram o universo das ciências sociais.

O programa de doutoramento em Migrações confere o grau de doutor nos seguintes ramos de conhecimento e especialidades:

– Ramo de Geografia, especialidade de Geografia Humana
– Ramo de Sociologia, com as seguintes especialidades: Sociologia das Desigualdades, das Minorias e dos Movimentos Sociais, Sociologia da Família, da Juventude e das Relações de Género e Sociologia das Políticas Sociais.
– Ramo de Educação, especialidade de Sociologia da Educação
– Ramo de Psicologia, especialidade de Psicologia Social
– Ramo de Ciência Política, especialidade de Política Comparada
– Ramo de Antropologia, especialidade de Antropologia da Etnicidade e do Político.